ainda sou homem 2



ola galerinha sacana, neste conto vou continuar a historia que começou no aniversario dos meus sobrinhos gemeos Marcelo e Marcia, depois da festa e da curtição que tirei com meu sobrinho as cenas não saiam de minha cabeça. Marcelo me encochando, a voz dele ao ver meu pau, uaaahuuu, soava em meu ouvido. De volta a São Paulo aquilo me pertubava então decidi voltar a casa de minha irmã Mariana logo que tivesse uma folguinha entre esse tempo eu comia a minha irmã mais nova a Ana sempre as sexta feira pois ela saia mais cedo do trabalho as 16:00 e meu cunhadinho nerd o Davi puxava o saco do patrão ate as 20:00 horas, mais teve um dia que eu passando pelo bairo da Liberdade vi umas putas e uns travestis e meu pau ficou duro na hora, liguei para minha irmazinha e disse que não poderia estar com ela, Ana ficou triste com uma voz sentida disse que estava com um puta tesão e so´eu poderia apagar seu fogo eu disse:
-hoje não vai da meu amor
-ai vou te que foder com o seu cunhadinho Davi
-é maninha, ou convida a sua colega de trabalho a Rosy pra uma cervejinha, ta na cara que ela gosta da fruta
-ta louco Ró
convida ela gosta da fruta irmazinha vai por mim, tchau.
Sai a procura de um sexo diferente meu pau mais duro que ferro nas calças precisava aliviar, relaxar, pensei em uma boate, um vintão, na epoca era assim, meia hora 20.00 reais,
mais a conversa com minha irmã, sei que ela da as suas com umas amigas,penso nelas se pegando, penso no meu sobrinho Marcelo me chupando meu pau quente na cueca, parei o carro e chamei um travesti, perguntei:
-quanto?
-80.000 mais o hotel
-entra ai
-ok. quando ele, ela entra no meu carro pude perceber que era uma mocinha mesmo, pequena bem gostosinha, cabelos longos e ruivos
-seu nome? ela:
-Nataly, e o seu?
-Roby. levei-a ao motel que sempre levo minha irmã e la sem serimonias Nataly fez seu trabalho me chupou gostoso, e como ela chupava bem, me contorcia e sussurrava sss aiii aaaaiii isso isssss isso chupa gpstoso,que vou gozar, vou gozar, ela:
-não,não e meu rabinho, segura e mete no meu rabinho
-chupa, chuuupa, chuuuupaaaa aaaaa que delicia e gozei muito em sua boca, Nataly correu pro banheiro e voltou sorridente dizendo:
-você é louco agora vai ficar sem provar meu rabinho.
-eu me recupero logo. deitamos de conchinha e conversamos um pouquinho e logo meu pau deu sinal.
-não falei olha o menino se agitando, Nataly foi de boca no meu pau meio mole que foi crescendo em sua boca quando o bicho tava igual a um ferro Nataly colocou uma camisinha segurou e sentou bem devagar de costas pra mim ela desceu ate a rola se esconder em seu cuzinho
-nossa que delicia, ela vai ficar mais e começou um sobe e desce, sobe e desce, sem tirar meu pau do cuzinho foi se virando ate ficar de frente,:
-ta gostoso gatinho
-muito putinha, seus peitos pequenos eu beijava, chupava como se fosse o de uma mulher ela me ditou e comecou a subir e descer cada vez que aumentava o ritimo seu cacete pequeno tambem batia contra minha barriga, gostei dessa sensação quando ela fala
-me pega de 4 agora, fiquei em pe e ela na berada da cama e coloquei em seu rabinho e fui metendo de mansinho igual ao sexo que faço com minha irmã.
-mais rapido gostoso, mete forte, eu acelerei as estocadas e sem do meti no rabo do trava que começou a gritar e a gozar eu num puta tesão tambem gozei, caimos na cama, um cheiro de merda começou a empregnar o ambiente passei a mão no meu pau e cheirei, Nataly propos um banho e fomos ao banheiro com a luz vi que o travesti era mesmo uma bonequinha linda, com tudo no lugar, bem distribuido um ar ate angelical olhei seu pau pequeno, peguei e iniciei uma massagem, ela disse
-pode pegar, mais eu sou passivo, completamente e voce gostosinho pode ter quem quiser, mais vai por mim, voce sera sempre ativo.
JA em casa, meus pensamentos continuava, comia umas minas, comia minha irmã Ana, e nao parava de pensar em comer meu sobrinho...


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.





Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


24054 - descobrindo irma e prima lesbicas - Categoria: Incesto - Votos: 4
24786 - é vez de comer minha irma - Categoria: Incesto - Votos: 10
24868 - fodendo a irmazinha na sala com meus pais la - Categoria: Incesto - Votos: 10
24906 - ainda sou homem - Categoria: Incesto - Votos: 7
26894 - de novo com meu sobrinho - Categoria: Incesto - Votos: 1

Ficha do conto

Foto Perfil bobby
mt.mtsexsix

Nome do conto:
ainda sou homem 2

Codigo do conto:
25238

Categoria:
Travesti

Data da Publicação:
28/01/2013

Quant.de Votos:
2

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


contoeroticopresacontoerotico baby blizconto erotico minha mulher com amigo dela de infanciacontos incesto meu pai comeu meu cu na frente da familiacontos heroticos de irmã chantageada pelo e teve q dar pra eleContoeroticosacanagemfamiliaestória cu irmãzinhaO chefe da minha mae me comeucontos primeira siririca no chuveirocontos erotico com fotos tio e as meninasSexo no caminhãoContos eroticos Cubanosporno perdendo o cabasocomendo a amiga feia r conto realvidio porno erotico em desenho porno mae safada vom seu filhoConto eritico de esposa pegando no flagra o marido cravado no cu da melhor amigaensinando a sobrinha conto eroticowww.no bucetinha da pretinha contos eroticoscantos eróticos pai tirandovirgindade d filha com ajuda da mãecontos eroticos incesto comendo a bucetinha novinha da minha filhinhanegrinhocontosContos deixou padrasto gosa dentro por dinheiroamiga da filha conto eroticoconto chupando ate gozarbateu punheta no genro contosconto erotico irmacontos porno meu sogro que me comerQuadrinhos sraexplicitacasada de vestidinho curto na casa dos vizinhosporno mae e filha transformadas em puta contoquadrinhos porno esconde escondehisoriaa porno em quafrinhostransei com a minha maeultimos conto sadoperdi as preguinhas do cu quando era pequenaminha mãe filmou meu pai me comendoxvidios black teen favorito contos eroticos bati punheta na calcinha da subrinha e acabei comendo ela e a tia que e minha esposacavalo goza dentro de mulherContos o dia que mae do meu amigo pediu pra ve meu penis se tem fimosecontos porno traicoescontos com fotos quadrinhos trem lotadocontos gay o guarda me estuprou e me chantageouPorno lesbicas doiidaasexo conto banda desenhadaHistorias porno levei minha vizinha na academia depois tranzei com ela e ela engravidocontos eroticos cu virgens incestocontos eróticos flex 3-3gay conto amando o maconheiro cap1conto erotico de baixo da camadei a buceta pro borracheiro contos eroticoscontos eroticoa genroscontos de sexo minha enteada so queria varaConto erotico meu a mae no restaurantevai corno fode conto eroticoContos eroticos minha filhinha mostrou seu peitinhomenina juvenil abrindo a xoxotaquadrinhos reais moleque comendo a coroa pornoeu e minha mãe na praia fazendo sexocontos eróticos quadrinhosconto peguei mha irma menor pelada quebrei cabaco delaquadrinho pornoempresario comedor de casadas cssa dos contos eroticosxvideis 2017comi a minha tiaconto erotico esposa se mostrando montador de móveisvovó sexominha mae me fez de putinhacomendo a bunda da minha mulhercontos de corno minha vida com amandaComtos erotico casada e putacontos peituda gostosa sabrinaconto erotico teen gay iniciaçãoCorno novinho contoescrava contos eroticosconto erotico de cornome comeu no banheiro do barfez sogra gozar duas vezes e mulher frAgoumae que dopou u filho novinho atraza com ela pornoconto o nefao pintor comeu mru cu e minga xana no sofscontos erotico tano pra negaocontos quadrinhos reaisconto erotico minha namorada dançando forro com meu tioo garoto do acampamento contos eroticoscontos gay apartamentoconto anal elevadorconto erotico irmaos nuconto erotico pesinhoindo pro culto no colo do tio contos eroticos conto erotico mae e filho na picinaSoca esse pauzão na minha buceta arromba contosnaturista contoserocontos inversaoconto erotico gay viado afeminado vira escravo do coroa pirocudoconto erotico aliviarcontos eroticos fazendo a cunhada sangrar